Juju Gol: a pequena grande craque

Ilustração da jogadora Juju Gol feita por @cesarvalenca

Foto: Reprodução Instagram @cesarvalenca

Juliana Rosado tem apenas 10 anos e já está dando o que falar. Mesmo com sua pouca idade Juju Gol, como é mais conhecida, já tem uma certeza: quando crescer ela vai ser uma grande jogadora de futebol.

Juju começou a jogar futebol com 4 anos de idade, aos 7 anos ela se tornou a primeira menina federada a jogar com meninos no Brasil e é também a atleta mais jovem a jogar no Centro Olímpico de São Paulo.

A menina nasceu no Rio e foi por lá que ela começou jogando futsal, além dessa modalidade, hoje em dia, ela também pratica o futebol society e o futebol de campo. Ela acredita que o futsal lhe ensina a pensar e agir rápido, o que lhe favorece nas outras duas modalidades já que segundo ela “no campo, você tem mais espaço, se já estiver com o cálculo pronto, executa muito melhor”.

Hoje em dia toda a família se mudou para São Paulo pensando no futuro da jogadora. Antes no Rio, Juju atuava basicamente em times mistos, agora na capital paulista ela já joga em times femininos.

No alto dos seus 10 anos, Juju também já aprendeu a lidar com o machismo dentro e fora das quadras. Além de sofrer com falta de passes e atenção quando joga com meninos, durante partidas, a jogadora já ouviu pais gritarem para os filhos para baterem na “única menina em campo”, mas ela não se abala. “Se eu tomo porrada, depois vou melhorar. Mas esse menino vai crescer com uma influência ruim do próprio pai, mandando bater em mim porque eu sou uma menina jogando bola. Esse menino vai crescer fazendo o que o pai mandou, será essa a influência que ele vai levar de criança”.

Com tanta dedicação Juju já está colhendo os frutos do seu trabalho. Ano passado ela foi artilheira de um campeonato de times cariocas, a Champions League Kids, com 15 gols e 5 “hat-tricks”. Ela também foi eleita a melhor jogadora em um outro campeonato masculino com 750 atletas, o Barra Cup. E não para por aí, desde o ano passado Juju é patrocinada pela Nike.

“É um orgulho muito grande ser patrocinada, saber que sou inspiração para outras meninas. Assim como eu me inspiro em grandes jogadoras da seleção, eu me sinto muito feliz e orgulhosa por fazer parte disso.”

Essa atacante determinada já nos enche de orgulho e admiração e é mais um grande exemplo que lugar de mulher é onde ela quiser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Noticias relacionadas
Menu

Uso de cookies

En lo único que no nos diferenciamos de otros sitios webs en el uso de cookies para intentar mejorar. Si continúas navegando entendemos que nos echas una mano en la mejora aceptando nuestra política de cookies. ACEPTAR

Aviso de cookies